fragmentos

distância

Posted on: março 26, 2009

 

distância

distância

tão perto, mas tão distante. 

diferentemente da geometria, a distância – no discurso amoroso – não faz relação somente com espaço físico. o intervalo entre dois corações é feito também do cansaço das rotinas, dos músculos doloridos e da falta de tempo para possibilidades.

os meios de comunicação têm braços compridos e encurtam a lonjura quando recebo seu email me confortando em um dia furioso.  mas essa distância física parece uma eternidade e um lugar pouco confortável para se estabelecer um lar.

estamos no começo do outono, a temperatura fica mais amena e tento ser constante. mesmo atravessando estados longínquos, eu jogo migalhas pelo caminho e ligo a noite te desejando “bons sonhos”  para lembrar para onde eu preciso voltar. 

no telegrama te escrevi um haicai. sobre a falta que você me faz.

ilustração: marina faria
texto: tiago yonamine

verbete da próxima semana: rotina.

Anúncios

8 Respostas to "distância"

distância é uma coisa com a qual eu não consigo conviver muito bem. é difícil. me dói. a saudade é boa até certo ponto. a dor é gostosinha até começar a te fazer mal pelo tanto de tempo que ela está em você. não gosto. pronto.

Poucas coisas são tão boas como um abraço, afagos e chamegos após qualquer tipo de distância.

saudade é boa até certo ponto², mas é sempre “a prova de que valeu a pena”.
Acredito que relacionamentos a distância costumam ser um desafio maior pra um amor verdadeiro, assim, porque exige muito mais confiança no companheiro e tal.
apesar de tudo, é motivador saber que, mesmo tendo que esperar durante tanto tempo, vc poderá voltar a ver aquela pessoa que tanto gosta, e que um dia talvez vcs poderão viver juntos sem ter que esperar dessa maneira de novo.

eu também acho! esses carinhos parecem a água que matam a sede das saudades. você viu o post sobre abraço? foi nosso post de estreia!

Sushiii, adoro haicai.
Vou deixar um aqui pra vcs dois, em homenagem.
Bjoca

***

Quem arrasta os dias
quando você está fora?

Quem empurra as noites
para que você entre?

Quem colocou entre nós
esses parênteses?

Quem?

Alice Ruiz

distância: algo que constrói e destrói o tempo todo.

olá! mudamos para: http://www.fragmentos.bz

se quiser comentar nesse post, clique aqui.

abs!

Comentários encerrados.

fragmentos

toda quinta-feira uma ilustração e um texto com interpretações pessoais sobre os fragmentos de um discurso amoroso. de roland barthes.

por marina faria e tiago yonamine
%d blogueiros gostam disto: